Miguel Braz e Carolina Ruivo vencem Internacional de Skimboard 2018

João Sousa, Eoin Lally, Alejandro Montañes Baena e José Soler Lopez venceram nas
categorias Masters, Sub 18, Sub 14, e Seniores, respetivamente.

 

Terminou este domingo o Internacional de Skimboard 2018, inserido no Santa Cruz Ocean Spirit, que decorreu nos dias 21 e 22 de julho na praia do Mirante, em Santa Cruz, Torres Vedras. Esta é a prova rainha do evento, que todos os anos atraí atletas dos quatro cantos do mundo. Este ano a prova contou com a presença forte de atletas espanhóis, tendo um representante em cada categoria.

O dia começou nas meias-finais do Open masculino, com 15 minutos para cada bateria. A contar apenas as duas melhores ondas, das 12 que os atletas podem fazer, a prova foi bastante renhida entre Ricardo Dias, Juanlu González, Miguel Brás e Valentín Iznairskyy. Nesta fase, Juanlu mostrou que seria um forte candidato à vitória, ao finalizar a bateria com 12.83 pontos no total, em 20 possíveis. Foi aqui que o algarvio Miguel Braz também esteve muito bem, começando a traçar o caminho para o pódio, ao terminar com 8.86 pontos no total.

Na segunda bateria do dia, João Girbal e Simão Pinto também se juntaram à lista dos finalistas, ao eliminar o local Henrique Fonseca e o veterano Hugo Santos, com 8.70 e 8.40, respetivamente.

Na grande final, a pressão recaiu primeiro sob a categoria Sub 14, onde o espanhol de 12 anos Alejandro Montañes Baena fez a equipa espanhola vibrar na areia. Pela primeira vez a competir em Santa Cruz, a jovem promessa do skimboard foi apanhada de surpresa. “Não foi fácil. Estava muito renhido e esforcei-me imenso! Estou muito contente com este resultado”, afirmou. Jaime Díaz Yedro, Duarte e Gonçalo Ferreira, ficaram em segundo, terceiro e quarto lugares, respetivamente.
Nos sub 18, o destaque foi para Eoin Lally. Também a competir nestas águas pela primeira vez, o irlandês não podia estar mais satisfeito com esta vitória. “As ondas são muito divertidas e diverti-me imenso nesta prova. Os portugueses são todos simpáticos e amigáveis. Espero voltar a competir aqui no próximo ano.” Eoin terminou a bateria com 11.40 pontos no total, deixando Rafael Ruivo em segundo lugar, com 10.43, João Luz em terceiro, com 9.54, e Miguel Ramos em quarto, com 7.14 pontos no total.
Nos seniores, o combinado foi que quem perdesse pagava o jantar. O azar calhou a Javier Sigüenza Jacobo, que acabou por perder para o conterrâneo José Soler Lopez. “Pela primeira vez venci em Santa Cruz, que é um sítio espetacular para a prática dos desportos aquáticos”, referiu.
Sem competir desde 2010, João Sousa mostrou que a idade é só um número, ao vencer nesta categoria. “Faço um balanço muito positivo deste campeonato”, disse o master de 40 anos, relembrando os primórdios do skimboard em Santa Cruz. “A comunidade de skimming é diferente de outra qualquer. Toda a gente se conhece e mesmo que os anos passem continuamos todos por cá e é sempre uma grande alegria. Ontem, entrei na bateria contra o
Silvestre Eric, que é francês, e já não competíamos um contra o outro há 15 anos.”
Já na categoria feminina, Carolina Ruivo foi a grande vencedora. “De forma geral, tivemos melhores condições que no ano passado. No que toca às atletas, a Matilde deu bastante luta. Aliás, pensava que ela tinha vencido. Estou muito contente e parabéns à organização”, afirmou a atleta de Santa Cruz, que terminou a prova com uma pontuação total de 9.27.
Na grande final Open, os ânimos foram ao rubro. Miguel Braz não deu tréguas aos adversários, entrando logo no heat a fazer um tubo de backside. Por seu turno, Simão Pinto, Juanlu e João Girbal também não quiseram deixar passar em branco, respondendo sempre a altura, mostrando que no skimboard também se sabe jogar (sempre fair-play). Mas o resultado foi favorável para Miguel, que tem andado focado nos treinos. “Santa Cruz é uma das minhas
praias favoritas e é um prazer ter estado cá a competir e vencer”, disse satisfeito, após conseguir a pontuação mais alta do campeonato, um 15.30 no total. O segundo lugar foi para Simão, deixando Juanlu e João com os terceiros e quartos lugares, respetivamente.

Com um prize money no valor 3500 euros, as categorias OPEN e OPEN feminino foram disputadas por homens e mulheres de qualquer idade. A prova contou ainda com categorias por escalões: sub 14, sub 18, Seniores (homens com mais de 18 e menos de 28 anos) e Masters (homens maiores de 28 anos).
O Internacional de Skimboard Santa Cruz Portugal é um campeonato inserido no Ocean Spirit e teve o patrocínio da Manel Sport, da Wanted Shapes, Rskim, Enjoy Surf School e Associação Sealand Santa Cruz e conta com o apoio institucional da Câmara Municipal de Torres Vedras e ainda com o apoio da Federação Portuguesa de Surf, da ContaFirme e da Freak Traction.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s